FOTOGRAFANDO

NAS LENTES DA KAH

segunda-feira, agosto 29, 2016

Até hoje me impressiona o quão lenta eu sou para postar fotos por causa de motivos ridículos, como por exemplo, preguiça. Assim como eu disse no post sobre as fotos tiradas pela Lory, era para ter postado essas fotos há mais ou menos cinco anos, mas antes tarde do que nunca, certo? E quem me acompanha nas redes sociais já viu muito delas por lá, além de ter visto também nas redes da Kah.

D.I.Y

COMO PLANTAR MUDINHAS DE SUCULENTA

sábado, agosto 27, 2016

Olha quem apareceu depois de um longo mês de setembro e metade de outubro sem posts. É, minha, gente, não está fácil para ninguém. Foi um mês difícil, sem muitas ideias e vontade de fazer nada, mas decidi vir aqui hoje e ensinar a vocês como é fácil plantar mudinhas de suculentas. Se você me acompanha no Instagram (segue lá @milcaabreu) percebeu que ultimamente tenho postado muitas fotos de plantinhas. Pois bem, é que eu amo essas coisinhas e faz tempo que eu tento manter algumas e não conseguia, mas por incrível que pareça estou conseguindo deixar elas vivas e melhor, as mudinhas estão crescendo. É super fácil. Uma coisa que eu não sabia, já que antes dessas, eu NUNCA tinha mexido com nada relacionado à jardinagem: uma folha já é uma muda. Para quem entende do assunto deve me achar uma tonta, mas sim, eu fiquei OI?!? Acho que por isso me identifiquei tanto, pois é a única coisa que eu não consegui matar ainda. Mas vamos lá.

CINEMA/FILMES

FILMES COM FOTOGRAFIAS BELÍSSIMAS

quinta-feira, agosto 25, 2016

Como uma apaixonada por fotografia e cinema, é bastante comum que eu observe cada detalhe dos filmes que vejo. Claro que não sou uma expert no assunto, mas sei identificar imagens bonitas. Sendo assim resolvi navegar pelo meu arquivo secreto de filmes assistidos - no Filmow - para indicar para você, amante da fotografia, três filmes que me deixaram de queixo caído, além de serem grandes inspirações.

BLOGAGEM COLETIVA

VILÕES QUE EU AMO ODIAR

terça-feira, agosto 09, 2016

Reprodução
Vamos combinar, os vilões quase sempre são mais legais que os mocinhos. Sei que muita gente concorda comigo, não é a toa que a Liga Nerd Girls, um grupo poderoso e lindo, propôs que fizéssemos uma blogagem coletiva com esse tema.
Coringa: Não tem como negar que o melhor vilão de todos os tempos, sem dúvida, é o Coringa. Ainda mais quando era interpretado pelo Head Leger. Sério.
Macaco Louco: Como pode nada nunca dar certo para um vilão? Ta, tudo bem, nunca da, mas o Macaco Louco SEMPRE se ferra. Morro de rir dele ate hoje.
Equipe Rocket: Preciso explicar? Só do Pikachu sempre mandar um choque do trovão neles já é suficiente.
Malcolm Merlyn: Olha, eu odeio e amo esse cara. O cara morre, não morre, é Ra's Al Ghul, não é mais, vive colocando a Thea no maior perigo para depois dizer que é só para a segurança, odeia Oliver Queen, ama Oliver Queen. Não dá, sério!
Amy Dunne: Essa mulher simplesmente me desestruturou por completo. Leiam o livro ou pelo menos assistam ao filme e digam se não é a melhor pessoa para odiar na vida!

SÉRIES

SÉRIE | FULLER HOUSE

segunda-feira, agosto 08, 2016

Lembro até hoje de quando assistia Full House lá em 1997 quando chegava da escola. Sempre me diverti muito com tudo, apesar de, na época, não entender metade do que acontecia no enredo. Sabia só que era uma família muito doida, com umas crianças engraçadas e um cachorro que eu queria para mim. A série era traduzida como Três é Demais. Acontece que como sou uma pessoa extremamente nostálgica, fiquei radiante quando soube que a Netflix iria lançar um spin-off chamado Fuller House com o mesmo elenco e, basicamente, uma continuação da série original.

FOTOGRAFIA

5 INSTAGRAMERS QUE EU SIGO

domingo, agosto 07, 2016

Sem dúvida a minha rede social preferida é o Instagram. Tenho conta lá, acho que desde 2012 e tem muito perfil maravilhoso de se seguir por lá. Os meus preferidos são os que têm, em sua maioria, paisagens e países diferentes, assim sinto que posso conhecer muitos lugares diferentes através um um único aplicativo. Selecionei apenas cinco dos que mais gosto, mas pretendo indicar mais em breve, por enquanto vamos nos conter e ficar só com esses.
1 - Chris Bukard: As fotografias dele são de tirar o fôlego. É cada paisagem mais linda que a outra e a natureza é muito explorada nas fotos dele.
2 - Luca Babboni: Como eu disse antes, amo fotografia de paisagens e o Luca tem um perfil recheado delas.
3 - Matilde Minauro: As fotos da Matilde são lindas. Ela mistura o minimalismo, com paisagens e arquiteturas.
4 - Wallace Matutino: Ele é de Brasília. Um fotógrafo e tanto e aqui de pertinho. Acho muito legal ver os lugares que eu costumo passar sendo clicadas de forma diferente.
5 - Yulia Chinato: A maioria das fotos da Yulia tem ela presente, que por sinal é muito bonita, e além disso, ela clica o dia-a-dia e muitas das coisas que amamos: flores, cafés e gatos.

Para finalizar o post vou deixar um recadinho aqui. Como vocês perceberam, desde o dia 1º que estamos com posts todos os dias, sim, a intenção é manter o BEDA sem pressão, mas como não ando lá muito bem deixei os próximos posts agendados para mais uma semana. Preciso de um tempinho longe das redes sociais e para mim mesma sabe? Está um confusão aqui na minha cabecinha e eu realmente pretendo ficar, pelo menos, uma semana descansando. Talvez eu apareça para fazer divulgação, responder comentários e visitar alguns blogs.

Até mais!

LIVROS

LIVROS | OS BONS SEGREDOS - SARAH DESSEN

sábado, agosto 06, 2016

Tenho selecionado muito bem minhas últimas, porque a vida é muito curta para perder tempo com livros ruins ou que não são do meu gosto, e ao mesmo tempo venho ganhando alguns livros que têm umas capas tão lindas e umas sinopses que cutucam a minha curiosidade. Junta os dois e fica meio deixar de ler. Minha última leitura foi Os Bons Segredos de Sarah Dessen. Ganhei esse livro no Encontro Nacional de Blogueiros Literários e nunca tinha ouvido falar dessa escritora. Dei uma lida na sinopse, comecei minha leitura e o primeiro parágrafo consumiu o restante dos meus dias.

Sinopse: Há segredos muito bons para serem guardados — e livros muito bons para serem esquecidos. Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho. 

A sinopse resumiu basicamente tudo de importante que tem nessa história, então não preciso dizer muito a respeito disso. Gostaria de destacar aqui que tenho certo problema com histórias românticas e em Os Bons Segredos, apesar de haver um momento em que isso acontece, o foco do livro continua sendo Sydney e sua dificuldade em lidar com todos os problemas que vieram junto com a prisão de Peyton e sua invisibilidade diante dos pais. Ela percebeu que nunca foi muito vista em casa e, mesmo quando seu irmão vai embora ela não consegue nenhum tipo de atenção da qual gostaria de ter.

Algo que não vou perdoar nunca desse livro é a descrição de cada saquinho de batata frita. Talvez eu estivesse com fome na hora da leitura, e não consigo deixar de pensar no momento em que vou matar a vontade de comer batata frita com bastante molho. Mas, voltando à história, quando Sydney começa seus estudos em uma escola totalmente diferente da anterior, ela nos mostra que boas e verdadeiras amizades estão onde nem imaginamos. Layla e sua família foram um diferencial, um divisor de águas na vida de Sydney.

Em vários momentos eu senti muita raiva e até larguei o livro para poder respirar. Posso afirmar que todos esses momentos coincidiram com a presença de Ames. COMO EU DETESTEI AQUELE CARA. Outras ocasiões, que também me causaram chateação, não tanto quanto Ames, foram as tentativas de conversa da Syd com a mãe dela. Uma mãe super dedicada em tudo, mas que deixa certas coisas bem a desejar, além de não notar que sua filha é uma pessoa com sentimentos e vontades. Quanto aos outros personagens, não tenho do que reclamar e adoro personagens como a Layla, que têm muita presença e é, além disso, divertidíssima.
Sendo Sydney a coadjuvante de toda a sua família, ela carrega consigo a culpa pelo que o irmão fez e como os pais não mostram nenhum tipo de peso na consciência - ao contrário, sua mãe sempre pensa em uma desculpa para colocar a culpa na vítima - ela acaba por carregar um fardo enorme. O pai completamente omisso e uma mãe que acha que o filho está em uma escola e não na prisão. Com o apoio da senhora Chatham, Layla e Mac, ela consegue aos poucos encontrar alguma felicidade e ser realmente vista.

Existem N detalhes que eu gostaria de colocar aqui, porém vou deixar apenas a recomendação da leitura. É um drama familiar intenso, muito gostoso de ler e de ver as mudanças no meio do caminho. Adorei a capa e achei que tem tudo a ver com a história. É realmente uma ótima leitura.

Título: Os bons segredos | Autor (a): Sarah Dessen | ISBN: 9788565765763 | Ano: 2015 | Páginas: 408 | Editora: Seguinte

Caso você queira comprar Os Bons Segredos, utilize os links a seguir, assim eu recebo uma mini comissão e ficarei muito grata.

52 weeks

15/52: LEMBRANÇAS DA INFÂNCIA

sexta-feira, agosto 05, 2016

Dessa vez não vou fazer uma lista. Acho que o tema da semana cabe melhor em um pequeno texto. Minha infância foi um pouco diferente da infância da maioria das pessoas que eu conheço, visto que nasci filha de um pastor da igreja Assembléia de Deus em 1988. Lembro de passar grande parte da minha vida ocupada com atividades da igreja e ouvindo que qualquer movimento em falso poderia me levar direto ao inferno. Meus pais sempre foram meus maiores exemplos de pessoas e não os culpo por terem me privado de muita coisa, aliás, acho que em parte foi muito bom para me tornar quem sou hoje.

FOTOGRAFANDO

NAS LENTES DA LORY (ATENÇÃO, LISTRAS, MUITAS LISTRAS)

quinta-feira, agosto 04, 2016

Faz três meses que eu deveria ter postado essas fotos, mas sério, não sei o que me aconteceu, só sei que a maioria delas está no meu Instagram (@milcaabreu) e no Facebook. Quando a Kah esteve aqui em Brasília tivemos a sorte de encontrar também a Lory do blog Drawn Wings, que por sinal é ótima fotógrafa. Elas fez alguns clicks de mim, mas confesso que algumas me deixaram na dúvida se tinha sido ela ou a Kah, enfim, tiramos muitas fotos e eu acho que tem arquivo para duas vidas inteiras.
Já não não vejo a hora em que vou conseguir reencontrar não só a Lory, que mora aqui pertinho, mas também muitas meninas que venho conhecendo ao longo desses últimos meses, que moram anos luz de distância, e mesmo sem saber, elas fazem muita diferença na minha vida. À Lory, obrigada pelas ótimas fotos, até me achei legalzinha e, olha, esse passeio tem que sair do papel, pelo amor de odim!

Até a próxima!

EU QUERO

EU QUERO #2

quarta-feira, agosto 03, 2016

Agosto é o mês do meu aniversário e por isso decidi fazer uma listinha de coisas que eu quero. Na verdade não é bem por ser meu aniversário não e, para ser honesta, o que eu queria mesmo de aniversário ou o dinheiro não compra, ou é caro demais. Mas vamos combinar, é bem legal montar uma wish list né? E, olha, pela primeira vez na minha vida tive que forçar para lembrar o que colocar nessa lista, não que eu não quisesse nada, mas tipo, não encontrei uma imagem "saúde mental" para colocar aí e quase coloquei uma foto de uma carteira profissional (hahahah). BTW preciso destacar que queria todos os jogos do Lego, mas a crise está feia.

SÉRIES

SÉRIE | BLOODLINE

terça-feira, agosto 02, 2016

Estava eu, em um dia monótono, sem querer assistir nadinha, mesmo as séries que estavam atrasadas e gritando por atenção. Lembrei daquele aplicativo que facilita nossa vida na Netflix e fui direto na categoria "drama". Precisava de algo mais dramático que a minha vida (rindo aqui). Acontece que dramas familiares são incrivelmente atrativos, sejam eles na televisão ou não. Li a sinopse de Bloodline que dizia:

ESCRITOS

FIM DE SEMANA, HARRY POTTER, LIVRO NACIONAL, BEDA E SEM INTERNET

segunda-feira, agosto 01, 2016

Estou achando muito relaxante vir aqui às segundas-feiras contar um pouco sobre como foi o final de semana. Apesar de, na maioria das vezes, sentar na cadeira e não encontrar as palavras para descrever um pouco dos meus dias, e ter vontade de colocar apenas fotos com algumas legendas, tem sido uma terapia forçar um pouquinho mais e escrever nem que seja algumas poucas linhas. 

Do lado de cá, confesso que não foi tão movimentado quanto costuma ser. Aos sábados o Rodrigo está fazendo cursinho, então os filmes estão bem paradinhos; o mesmo posso dizer das séries, porém por motivos diferentes. A internet aqui em casa está bem ruim há alguns dias e, honestamente, não sei quando ou se vai melhorar algum dia, enquanto isso tento me virar e, olha, está sendo bastante desanimador ligar o notebook (carinha triste).

Mês passado eu tinha decidido entrar na onda das amigas blogueiras e fazer um BEDA. Para quem não sabe a ideia é postar todos os dias do mês de agosto, mas por causa do motivo citado no parágrafo anterior eu desisti, deixa para abril. Eu tenho um calendário com todos os posts que iriam ao ar e eu queria mesmo, sabe? Enfim, vou postar quando for possível apenas e não vou me comprometer com algo que tem tudo para ter uma quebra no meio e isso vai só contribuir para meu sentimento de MEU DEUS, NÃO CONSIGO LEVAR NADA ADIANTE!
Voltando ao assunto inicial e deixando um pouco de blá, blá, blá, sábado teve a Semana do Livro Nacional com um super debate entre escritores aqui da cidade. O evento aconteceu na Livraria Cultura do Casa Park e pude reencontrar várias pessoas queridas que conheci na Feira do Livro e conhecer novas pessoas queridas. No mesmo dia, como vocês sabem, teve o lançamento do livro The Cursed Child e tivemos um encontro muito legal de fãs de Harry Potter na Saraiva do Pátio Brasil. Recebemos alguns brindes muito lindos da saga e eu estou até agora babando em cima desses botons. Não comprei o livro, porque só começariam a vender após a meia noite e também porque pretendo comprar a versão brasileira (Herbert Richers). Ambos os eventos foram mediados pelo Luciano e pela Helkem do blog Academia Literária DF, eles arrasam!

Bom, esse é o mês da fotografia e também mês do meu aniversário. Não por esses dois motivos, MAS coincidentemente terei novidades em breve e logo mais eu conto e já adianto que tenho vários posts sobre fotografia que, pela graça de deus, irão ao ar toda semana. Espero que agosto seja um mês de muitas alegrias e estou recebendo-o de braços abertos.

Caso você, querido colega e leitor, queira comprar o livro do Harry, utilize os links abaixo, assim você me ajuda com uma mini comissão. Obrigada, de nada!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...