quinta-feira, novembro 27, 2014

Sobre e-books

Desde que comecei a perceber a quantidade de livros - novos e antigos - que estão sendo publicados em versão digital, eu coloquei na minha cabeça que seria impossível me acostumar com isso e que era absurdo as pessoas trocarem o papel por uma coisa que você sequer pode sentir o cheirinho de novo. Sempre fui muito radical em relação a muitas coisas e na época em que eu estava na faculdade principalmente. Não sei bem explicar por qual motivo, acho que era aquele velho medo das mudanças.
Acontece que de uns tempos para cá eu decidi mudar muitas coisas em mim e por mais que pareça uma bobagem, para mim é algo muito importante, porque a leitura, os livros, sempre serão fundamentais na minha vida, então por que não dar uma chance à tecnologia? Talvez, você que está lendo isso agora, não considere algo tão importante, mas aqueles que têm resistência em abrir mão e aderir ao novo, vão entender o que eu digo. 
Acho que, no fundo, eu nunca tinha conseguido decidir se amava ou odiava a tecnologia, mas sabe, não vivo sem ela. Adoro acompanhar seu avanço, ainda mais quando está a nosso favor e é por isso que agora eu tenho lido bastante no iPad. Acho que o que me impulsionou foi o fato de não ter mais espaço para nada no meu quarto e eu tenho uma lista imensa de livros que quero ler ainda esse ano. Deixo essa dica para você, não só sobre ler ebooks, mas aceitar mudanças que tornem uma pessoa melhor, mesmo que sejam coisas simples e bobas aos olhos alheios.

terça-feira, novembro 25, 2014

Carta de Amor aos Mortos

Pois é, estou em entregando aos best sellers, coisa que, por mais que me esforçasse, achei que nunca aconteceria. É sempre bom fugir um pouco daquilo que você já está acostumado. Li Carta de amor aos mortos em dois dias, porque simplesmente não tem como parar. 
Laurel tem 14 anos e está começando o ensino médio em uma nova escola com uma vida totalmente diferente. Ela precisa lidar com o fato de que os pais estão separados, a mãe está longe e a irmã, May, está morta. Laurel sempre admirou a irmã e a ama de uma forma incondicional, mas sente uma culpa muito grande e só percebe o quanto isso afeta sua vida quando perde seu namorado e suas amigas. 
Assim que chega na nova escola, faz amizade com Natalie e Hannah e se apaixona por Sky, mas nenhum deles sabe o que ela realmente guarda dentro de si. Como uma tarefa de casa, ela precisa escrever uma carta para uma pessoa que já morreu e assim ela começa a contar tudo a Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Elizabeth Bishop e outros. Dessa forma ela começa a aceitar o que aconteceu e a se perdoar.
Não sei bem por onde começar minha opinião sobre o livro, é uma história linda sobre amor e perdão e não é só mais um romance entre homem e mulher, são várias formas de amor resumidas em apenas um livro. Amei cada página do livro e cada um dos personagens e ainda pude conhecer um pouquinho sobre a vida de pessoas que um dia já estiveram entre nós e que de alguma forma se tornaram ícones hoje. Além de falar sobre assuntos polêmicos na adolescência, como abuso infantil, homossexualismo, suicídio, é uma forma de mostrar o que é a morte para as pessoas e como algumas delas lidam com isso. Perder alguém próximo não é nada fácil, ainda mais quando esse alguém representa tanto na sua vida.

segunda-feira, novembro 24, 2014

MEUS CLICKS: A caminho de Pirenópolis-GO

Outro dia fizemos uma mini viagem para Pirenópolis, uma cidade aqui pertinho de Brasília e que eu nunca tinha ido antes. Já tinha visto por fotos que o lugar era lindo e eu tinha certeza que me apaixonaria pela arquitetura. Logo de cara, quando chegamos à cidade, tive certeza que iria querer voltar muitas outras vezes.

  Preciso confessar que a empada do Route 66 é melhor que Jerivá!





  Sorvete de café, que saudade!!

Ainda tenho muitas fotos para postar, esse foi só o primeiro dia na cidade e as fotos foram tiradas enquanto procurávamos uma pousada legal. Tenho fotos das cachoeiras que fomos que são lindas demais, mas como são muitas, pretendo fazer mais um ou dois posts. 
Essa cidade é muito amor!

sexta-feira, novembro 21, 2014

FILME | Se eu ficar (2014)

Sou suspeita para falar de filmes que tenham Chloë porque sou super fã dessa menina, mas o filme é realmente muito bom. Baseado no romance de Gayle Forman, ele conta a história de Mia, uma garota tímida com uma família rockeira incrível. Enquanto seu pai, sua mãe e seu irmão caçula são fãs de rock, Mia, desde muito nova é apaixonada por música clássica e toca violoncelo. Sua forma envolvente com o instrumento desperta o amor de Adam, que toca em uma banda a caminho do sucesso. Ela precisa decidir entre o amor de Adam e o amor pela música que pode se tornar algo grandioso, uma vez que está prestes a entrar na tão importante Julliard, mas nesse meio tempo, ela e toda a família sofrem um grave acidente de carro e tudo muda.
Ela consegue enxergar tudo o que acontece enquanto está em coma, inclusive que sua família toda morreu e agora precisa decidir se vai com a família ou não.
Em breve eu vou falar sobre o livro e por enquanto posso dizer que muitas coisas ficaram diferentes, mas a beleza e emoção permanecem no filme. Achei uma história bem emocionante e as atuações ficaram muito boas. Achei a relação da Mia com família extremamente linda. O amor pelo irmão, a amizade com a mãe... Achei que a Chloë incorporou bem o papel e conseguiu transmitir emoções tais como amor pela música, timidez e confiança. 
No finalzinho do livro tem uma pequena entrevista com ela onde a autora do livro diz que desde o início pensou nela para o filme, mas ela ainda era muito nova. Entretanto, o filme demorou um pouco mais para sair e deu tudo certo. A Chloë também se identificou bastante com a Mia e acho que por isso ela conseguiu interpretar tão bem o papel. 
Outra coisa muito importante de citar, é a trilha sonora que é incrível. Desde clássicos como Beethoven a clássicos do rock, as músicas foram muito bem selecionadas e se encaixaram perfeitamente nas cenas. Encontrei a playlist no Rdio e também já salvei no iPod.
É um ótimo filme e vale super a pena!

quinta-feira, novembro 20, 2014

SÉRIE | OUTLANDER

Ultimamente eu estou meio sem o que fazer e estou aproveitando para ver novas séries, filmes e ler mais livros e claro que tudo isso contribui para que eu poste mais coisas aqui. O que não vem acontecendo rsrs. Na semana passada eu comecei a ver a série Outlander e é a minha mais nova série preferida de todos os tempos.
Claire é uma enfermeira em 1945, é casada com Frank Randall e após trabalhar durante a guerra, ela e o marido decidem tirar uma segunda lua de mel em uma cidade da Escócia, mas durante uma visita a um lugar mágico chamado Craigh na Dun se descobre em uma época totalmente diferente da que vivia. 
O ano é 1743 e ela corre um grande risco. Um lugar desconhecido em que a guera entre ingleses e escoceses está apenas começando. Longe do marido e sem saber se as coisas voltarão ao normal ela é forçada a casar com Jamie, um jovem guerreiro, mas o clima de romance dos dois já existia antes mesmo de existir a possibilidade de casamente entre eles.
A série é baseada no romance de Diana Gabaldon, que por enquanto está no episódio 8, mas está em pausa e só retorna em abril de 2015. Isso mesmo. 2015. Pelo que li, a série terá 16 episódios e já tem previsão para uma segunda temporada. 
É uma aventura super tranquila e apesar de, em alguns momentos, parecer calma demais, existe uma tensão que faz com que você queira ver os próximos episódios, pois algo novo sempre acontece. No geral ela é bem envolvente e uma das coisas legais é que a Claire consegue se virar bem graças às pesquisas que seu marido fez sobre o passado da família dele.

Como a série está bem longe de voltar, eu já providenciei os 8 livros para matar a curiosidade até lá.

segunda-feira, novembro 17, 2014

APP FADED


Estamos quase em 2015 e eu mal posso acreditar que tanta coisa ficou e vai ficar em 2014, mas querendo ou não eu sempre fico muito ansiosa ara as festas de final de ano. O clima é sempre maravilhoso!
E hoje, quero começar a segunda-feira indicando um aplicativo que venho usando bastante, é o Faded. É um aplicativo para edição de fotos e eu achei ele bem completo, pelo menos para as minhas necessidades.
São diversos filtros que você pode escolher e dentro de cada um, você tem quatro gratuitos e mais vários outros que são pagos. Além disso, você pode fazer as edições básicas de foto, como melhorar o brilho, contraste, saturação, etc. e pode salvar a action - tipo no photoshop - para aplicar em outras fotos depois. Achei essa ideia bem legal.
Também é possível cortar a foto ou colocar aquelas bordas redondinhas que deixam a foto bem legal. Depois disso é só você salvar e mandar para a rede social que você quiser.
Dá para escolher a qualidade que você vai salvar a foto, mas não vi nenhuma diferença na qualidade e si, só no tamanho da imagem. Para postar no Instagram talvez não faça tanta diferença.
O aplicativo é grátis, mas só está disponível para iOs, o que é uma pena, porque ele é um aplicativo bem legal mesmo. No site dos criadores tem uma porção de fotos para você se inspirar.

quinta-feira, novembro 13, 2014

O que me inspira!

Parece que a chuva veio para ficar aqui em Brasília e eu espero de coração que dure muito tempo. Adoro esse tempinho e me sinto bem mais inspirada a fazer qualquer coisa. Pensando nisso, decidi fazer uma listinha com pequenas coisas que me inspiram, não são coisas materiais e acredito que isso é o mais importante, pois para mim, as melhores coisas da vida são aquelas mais simples. Apesar da frase clichê, é exatamente o que eu penso, não precisamos de muito para ser feliz!

Dias chuvosos
Número 1 da lista e de todas as listas de coisas que eu gosto. Sempre gostei de dias frios e a ideia desse post surgiu exatamente em uma tarde chuvosa.

Fotos bonitas
Foto minha
Amei essa foto! Tirei em Pirenópolis em uma calçadinha fofa. Não é porque é minha, mas no geral, ver fotos bonitas me deixa com uma vontade louca de fotografar e mesmo quando não clico, ainda assim me sinto inspirada. Todo mundo deveria tentar.

Clarice Lispector
Foto minha
A escritora que me inspira há anos. Às vezes quando estou entendiada, ela é minha salvação, um conto é suficiente para me levar para longe da terra do tédio e quase sempre sinto-me melhor após a leitura. 
Cores
A primavera é uma coisa incrível, duas coisas que eu amo juntas: cores fortes e chuvinha. Pelo menos aqui em em Bsb é assim. Mas no geral, ver coisas coloridas muda meu estado de espírito.

 Filmes de fantasia
Na maioria das vezes em que eu assisto filmes de fantasia, fico com uma vontade imensa de assistir outros, de escrever histórias fantásticas, de sair e olhar o céu e mais um monte de coisas. 
Claro que não são apenas essas coisas que aumentam minha inspiração e criatividade, tem ainda o professor Mário Sérgio Cortella com seus lindos podcasts na CBN (sim!) e outras mil coisas. Na verdade quando estou de bom humor, até uma fila imensa me inspira a fazer algo diferente. A questão é que na maioria das vezes eu não aproveito esses momentos, mas tudo muda, certo?
E você, o que te inspira?

quarta-feira, novembro 12, 2014

Coisas que aprendi desde que comecei a fotografar

Desde que eu comprei minha Canon T3 e passei a fotografar mais, aprendi muita coisa, mas aprendi principalmente com os erros que cometi. De lá pra cá, muita coisa mudou e outras nem tanto, mas eu gostaria de ter lido essas dicas antes e dois dias depois de comprar a tão sonhada câmera.

1) Não espere que sua foto seja exatamente igual a de outra pessoa
Assim que comprei a minha câmera, eu tinha em mente que minhas fotos ficariam perfeitas e que eu conseguiria fazer com que elas parecessem aquelas do Tumblr e We  it. O problema é que não ficaram e até hoje não ficam. Cada um tem um jeito de fotografar e editar fotos. Resultado: frustração total.
2) Nem tudo precisa ser fotografado
Depois que os celulares com câmera se tornaram coisas comuns, as pessoas perderam a noção do que é legal fotografar ou não. Você não precisa fotografar sua prova de concurso, as peças de um museu ou outras pessoas que estejam fazendo algo que você considera anormal. Pense antes de clicar.

3) Se possível, mantenha a lente sempre na câmera para não perder momentos legais
E não estou sendo contraditória com relação ao item anterior. Digo apenas que você pode perder aquela paisagem linda ou momentos especiais que não podem esperar até você colocar a objetiva na câmera.

4) Tenha sempre pilhas novas ou carregadas para o flash
Ainda acontece com frequência de eu levar o flash para algum lugar e na hora de usar, ou não levei as pilhas ou elas estão descarregadas. Aí você tem que se virar com o ISO e velocidades baixas para conseguir alguma coisa.

5) Faça um check-list antes de sair de casa para fotografar
Impressionante como, geralmente, eu só percebo que esqueci algo quando não dá mais para voltar em casa. O item anterior é o que mais acontece. Anote tudo o que você vai precisar, mesmo que seja para fotografar o look do dia.

6) Verifique a bateria com antecedência
Também entra no check-list, mas é sempre bom citar separadamente. Mesmo que você ache que dois tracinhos serão suficientes para uma hora de fotografia, você vai acabar ficando na mão. É melhor levar a câmera com a carga completa ou, se você tiver, uma bateria extra.

7) Cartões de memória podem e vão te sacanear
Perdi a conta de quantas vezes perdi fotos maravilhosas por causa do cartão de memória que de uma hora para outra resolveu me abandonar. Depois disso pesquisei programas para recuperar fotos mesmo com o cartão corrompido.

8) Estude e entenda o básico sobre ISO, abertura e velocidade
É o básico para você sair do modo automático, ou você quer mesmo comprar uma câmera de 2 mil reais para usar como se fosse uma compacta?

9) Fotos incríveis podem ser feitas com uma câmera profissional ou com celular
Não pense que porque o cara tem uma 5D Mark III que as fotos dele são perfeitas. No Instagram existem milhares de perfis de pessoas que usam apenas um celular e têm fotos que te deixam de queixo caído. O segredo é praticar, praticar e não desistir.

10) Descubra o tipo de fotografia que você gosta de fazer antes de comprar equipamento desnecessário
Gastei muito dinheiro com coisas que, no final, não me foram tão úteis. Explore bastante sua lente 18-55mm, que é mais comum vir na câmera, antes de sair comprando lente de zoom, flash, rebatedor, tripés de vários tamanhos e por aí vai.

segunda-feira, novembro 10, 2014

As frases mais legais de O Diário de Anne Frank

Depois de alguns dias sem postar, eis que estou de volta. Fui descansar a mente em Pirenópolis (fotos em breve) e acabei não deixando nada pronto, mas estou de volta a todo vapor. Recentemente reli O Diário de Anne Frank e marquei as frases mais legais que fui encontrando e, claro que precisei escrevê-las aqui. É sempre emocionante ler esse livro, sempre parece que é a primeira vez. A Anne é inspiradora e confesso que escolhi o momento certo para reler o livro, foi tipo um tapa na minha cara. É, a minha vida não está das melhores no momento e os livros têm sido uma salvação, claro! 
As frases que marquei seguem a ordem em que aparecem no livro.

"O papel tem mais paciência do que as pessoas."

"Na cama, à noite, enquanto penso em meus muitos pecados e em meus defeitos exagerados, fico tão confusa pela quantidade de coisas que tenho que analisar que não sei se rio ou se choro, dependendo do meu humor. Depois durmo com a sensação estranha de que quero ser diferente do que sou, ou de que sou diferente do que quero ser, ou talvez de me comportar diferente do que sou ou do que quero ser."

"Apesar de tudo, vou em frente, vou encontrar meu caminho e refrear as lágrimas."

"Não me condene, mas pense em mim como uma pessoa que às vezes chega a ponto de explodir."

"O espírito do home é grande, mas seus atos são tão mesquinhos."

"Mas os sentimentos não podem ser ignorados, não importa que pareçam injustos ou ingratos."

"Chorar pode trazer alívio, desde que você não chore sozinha."

"O fato de escrever me levantou um pouco das "profundezas do desespero"."

"Riqueza, prestígio, tudo pode ser perdido. A felicidade em seu coração pode ser diminuída; mas estará sempre lá, enquanto você viver, para torná-lo feliz de novo."

"Sempre que estiver sozinho ou triste, tente ir para o sótão num dia lindo e olhar para fora. Não para as casas e os telhados, mas para o céu. Enquanto puder olhar sem medo para o céu, saberá que é puro por dentro, e encontrará a felicidade outra vez."

"[...] meus dias de escola, felizes e despreocupados, se foram para sempre. [...] Não posso mais ficar de brincadeira, porque o meu lado sério sempre aparece."

"Nesses momentos, não penso na infelicidade e, sim, na beleza que permanece."

"Saia, vá para o campo, aproveite o sol e tudo que a natureza tem para oferecer. Saia e tente recapturar  a felicidade que há dentro de você; pense na beleza que há em você e em tudo ao seu redor, e seja feliz."

"[...] a beleza continua a existir, mesmo na desgraça."

"Uma pessoa feliz tornará as outras felizes; uma pessoa com coragem e fé nunca morrerá na desgraça."

"A gente não faz ideia de como mudou até que a mudança já tenha acontecido."

"Às vezes sei qual é o meu lugar, e outras vezes tenho dúvida, mas acabarei chegando aonde quero."

"Não tenho dinheiro, nem posses terrenas, não sou linda, inteligente, nem esperta, mas estou feliz e pretendo continuar assim." 

"Um dia vazio, mesmo claro e puro como qualquer noite, é escuro."

"Preciso ter alguma coisa além de um marido e de filhos aos quais me dedicar! Não quero que a minha vida tenha passado em vão, como a da maioria das pessoas. Quero ser útil e trazer alegria a todas as pessoas, mesmo àquelas que jamais conheci. Quero continuar vivendo depois da morte.

"Quando escrevo, consigo afastar todas as preocupações. Minha tristeza desaparece, meu ânimo renasce!"

"Os fracos cairão, e os fortes sobreviverão e não serão derrotados!"

"Por que a Inglaterra fabrica aviões e bombas maiores e melhores e, ao mesmo tempo constrói casas novas? Por que se gastam milhões com a guerra a cada dia, enquanto não existe um centavo para a ciência médica, para os artistas e para os pobres? Por que as pessoas têm de passar fome, quando montanhas de comida apodrecem em outras partes do mundo? Ah, por que as pessoas são tão malucas?"

"Não acredito que a guerra seja apenas obra de políticos e capitalistas. Ah, não, o homem comum é igualmente culpado; caso contrário, os povos e as nações teriam se rebelado há muito tempo! Há uma necessidade destrutiva nas pessoas, a necessidade de demonstrar fúria, de assassinar e matar. E até que toda a humanidade, se exceção, passe por uma metamorfose, as guerras continuarão a ser declaradas, e tudo que foi cuidadosamente construído, cultivado e criado será cortado e destruído, só para começar outra vez."

"A natureza é a única coisa para a qual não existe substituto!"

"Os que não sabem terão de descobrir por experiência própria que "uma consciência tranquila dá força às pessoas"!"

"É incrível que eu não tenha abandonado todos os meus ideais, já que parecem tão absurdos e pouco práticos. Mas me agarro a eles porque ainda acredito, a despeito de tudo, que no fundo as pessoas são boas."

"[...] e tento achar um modo de me transformar no que gostaria de ser e no que poderia ser se... se não houvesse mais ninguém no mundo."

O Diário de Anne Frank vem me inspirando há anos e as frases são bem marcantes. Mesmo que vivamos em uma época totalmente diferente da que Anne viveu, acredito que muita gente se identifica com a maioria das frases. Sempre me perguntei como ela foi forte e o que ela sentiu quando todos do Anexo Secreto foram capturados. Talvez eu entre demais nos livros que eu leio, por isso, quando penso na situação fico angustiada.
Apesar de tudo é uma ótima reflexão sobre como vivemos atualmente e sobre tudo o que reclamamos.

terça-feira, novembro 04, 2014

Para jogar no celular ou tablet: Spider Man Unlimited

Sempre que tenho um tempinho, eu gosto de fuçar na AppStore e procurar aplicativos e joguinhos legais e um dos jogos que está me deixando viciada no momento é o Homem Aranha Sem Limites. O game é no estilo runner, em que o personagem corre e enquanto isso você precisa desviar de obstáculos e pegar, no caso do Homem Aranha, pegar os frascos que servem para diversas coisas; como se fossem moedas.
Algumas coisas legais:
-Diariamente surgem novas missões, mas você também pode jogar no modo infinito;
-Você pode lançar a teia e escalar paredes;
-Vários vilões estão presentes no jogo e o principal é o Duende Verde; 
-A cada atualização surgem novos vilões e o mais novo é o Homem-Areia, entre outros;
-Conforme você passa de nível, novos uniformes do Homem Aranha são desbloqueados;
-O gráfico do jogo é muito bom;
-Segue uma narrativa, ou seja, tem toda uma história por trás do jogo.
E por enquanto é só, porque eu ainda estou no nível 15.
Eu achei um ótimo jogo para descontrair um pouco e fugir dos Candy Crush da vida rsrs. Ele é gratuito e está disponível para iOS e Android, mas não sei se é exatamente igual no Android, por que eu jogo no iPad.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...